Dr. Gonzalo fala sobre a importância das ferramentas de gestão

O superintendente do Hospital Sírio Libanês palestrou durante o 1º Fórum Internacional AITE, em Santiago, no Chile.

Compartilhe

Receba nossa newsletter
Novembro de 2015 Edição do Mês

Por Keila Marques


 

Em sua palestra durante o 1º Fórum Internacional AITE, em Santiago, Chile, Gonzalo Vecina tratou o tema Novas ferramentas de gestão para enfrentar a fragmentação da assistência à saúde, refletindo sobre a forma de construir soluções para a saúde por meio do emprego da tecnologia, sobretudo de gestão. O evento aconteceu no último dia 31 de outubro, no Hotel The Ritz – Carlton, na capital chilena, promovido pela AITE, empresa do Grupo Benner, especializada em serviços e soluções para gestão de Operadoras de Saúde Suplementar.

“A tecnologia vai seguir sua sina: tornar as coisas melhores e aumentar a eficiência de alguns processos, porém, em algum lado, os custos vão sempre aumentar porque a tecnologia para tratar não vai ser a de baixo custo. Tecnologia será sempre parte da solução e do problema”, afirmou.

De acordo com Vecina, hoje o modelo de cuidados em saúde está muito fragmentado, calcado em um processo de medicalização que leva as pessoas a desejarem fazer exames para saber se estão com alguma enfermidade. Ele destacou a importância do uso de instrumentos que promovam a gestão clínica e disse que elas vêm sendo utilizadas com sucesso no Hospital Sírio Libanês, em São Paulo.

Para construir a efetividade clínica, ou seja, aquilo que de fato impacta na saúde do paciente, é preciso vencer o desafio usando conhecimento e protocolos para gestão de doenças. É fundamental também, de acordo com o superintendente do Sírio Libanês, manter o paciente no centro do atendimento, criando times de médicos, fisioterapeutas, enfermeiros, fonoaudiólogos, com algum grau de generalistas neste grupo, para entender e atender as necessidades dos pacientes.

Gonzalo destacou que o custo mais importante da saúde hoje é com os profissionais. Neste contexto ele valorizou as ferramentas de gestão de pessoas para auxiliar na retenção e atração de talentos, “para que o hospital conquiste o médico como um parceiro”. É preciso também desenvolver competências gerenciais; compliance na questão farmacêutica; gerenciamento de risco; sistemas de auditoria (internos e externos), já que a acreditação é de vital valor para os hospitais.

O palestrante finalizou enfatizando a importância das ferramentas que favoreçam o uso da informação e transparência, com a criação de sistemas indicadores de erros disponíveis na internet. “Temos que começar a criar esta cultura”, afirmou.

Gonzalo Vecina Neto é Superintendente do Hospital Sírio Libanês, em São Paulo, desde 2007, e professor assistente da Faculdade de Saúde Pública da USP. Foi Diretor Presidente da Agência Nacional de Vigilância Sanitária (ANVISA) entre 1999 e 2002. Graduado pela Faculdade de Medicina de Jundiaí, em 1977, atuou também como Secretário Municipal de Saúde de São Paulo, entre 2003 e 2004.

O Seminário

O 1º Fórum Internacional AITE reuniu 50 participantes, dirigentes e gestores da linha de frente da saúde suplementar brasileira. De acordo com Marciano Carlos Rossato de Almeida, médico e presidente da AITE, “o evento é um sonho que a AITE realiza no ano em que se consolidou no mercado brasileiro. Tudo foi organizado, desde o tema até a escolha dos renomados palestrantes, assim como as atividades de relacionamento programadas para que este seleto grupo de dirigentes da saúde suplementar pudesse debater, trocar experiências e inspirar-se cada vez mais em seus trabalhos”.

Severino Benner, presidente do Grupo Benner, destacou que “a empresa nasceu fazendo software de gestão é para contribuir cada vez mais com o mercado de saúde oferecendo serviços complementares que atendam às demandas das operadoras. O sucesso do evento deu-se principalmente pelo intercâmbio de ideias, sobretudo entre operadoras e autogestões de saúde”.

Também ministraram palestras o doutor Stephen Stefani, sobre “Os rumos da Medicina e da Gestão em Saúde”; e Guilherme Hummel, consultor e especialista em tecnologias da informação e comunicação aplicadas à saúde, que falou sobre o tema “eHealth: Presente e Futuro”.

Entre os participantes estiveram Denise Eloi, presidente da Unidas Autogestão em Saúde; Claudio Tafla, da Mapfre Saúde; Tereza Villas-Bôas Veloso, diretora técnica médica e relacionamento com prestadores da SulAmerica; Liège Oliveira Ayub, diretora-presidente da Sabesprev; Luiz Mendonça, diretor administrativo e financeiro do Instituto de Previdência dos Funcionários Públicos de Guarulhos; Ruy Rocha, diretor de assistência à saúde do Servidor  do IRH – Instituto de Recursos Humanos de Pernambuco;  Adriana Campos diretora administrativa e de finanças  da PASA - Plano de Assistência à Saúde do Aposentado da Vale;  Claudia Cristina Cardoso de Lima, diretora de administração e seguridade da Fundação Copel; José Luiz Costa Taborda Rauen, diretor presidente da Fundação SANEPAR; e José Barbosa Porto, superintendente do  IMP - Instituto de Previdência do Município de Fortaleza.

O evento contou com patrocínio da Roche, Premium Care e da BRC Soluções em Saúde.

 

 

 

Notícias Relacionadas