GE Healthcare apresenta sua nova anestesia digital

Equipamento é ambientalmente correto, já que reduz os gases que contribuem para o efeito estufa

Compartilhe

Receba nossa newsletter
Novembro de 2015 Edição do Mês

GE Healthcare


 

 

Todo procedimento cirúrgico requer um monitoramento de qualidade do paciente para que seja aplicada a quantidade certa de agentes anestésicos, gases e ventilação, principalmente se o indivíduo possuir condições crônicas que podem apresentar complicações durante a cirurgia – como diabetes e obesidade. Para aumentar a segurança do paciente no procedimento, a GE Healthcare acaba de trazer para o Brasil a plataforma de anestesia Aisys CS2 com a função ET Control , uma das mais completas tecnologias de anestesia do mercado. Totalmente digital, o aparelho combina monitoramento de pacientes, gerenciamento de anestesia e controle de ventilação. A solução será lançada durante o Congresso Brasileiro de Anestesiologia (CBA), que ocorre em Recife, entre os dias 14 e 18 de novembro. 

Segundo Deborah Telesio, diretora de Life Care Solutions da GE Healthcare, equipamentos tradicionais de anestesia são controlados manualmente. Já o Aisys CS2 possui controles totalmente automatizados, oferecendo dados sobre a condição do paciente em tempo real. Com essas informações, a função ET Control ajusta automaticamente o fornecimento de gases, agentes anestésicos e ventilação para que o paciente atinja os parâmetros pré-definidos para a realização do procedimento de anestesia. “Com esta solução, a anestesia atinge o seu nível ideal e o anestesiologista pode focar no que verdadeiramente importa, o cuidado com o paciente”, complementa. 

A função ET Control possui o selo Ecomagination da GE, ou seja, além de atender as necessidades dos clientes, a solução foi desenvolvida a fim de reduzir os impactos ambientais. “Com essa tecnologia, um hospital com 10 equipamentos de anestesia pode reduzir o consumo de gases e agentes anestésicos, diminuindo o fluxo de gás fresco de 3L/min para 1L/min, podendo reduzir o consumo desses agentes em até 83%. Esses gases são fortes contribuidores para o efeito estufa, portanto essa redução é benéfica para o planeta. ”, comenta Deborah. “. O equipamento também representa redução de custos para os Hospitais. “A economia anual de um hospital com o mesmo número de anestesias poderia chegar a 90 mil euros”, complementa.

GE Healthcare no CBA

Durante o Congresso Brasileiro de Anestesiologia, a GE Healthcare também apresentará pela primeira vez suas solução na área de monitoração de sinais vitais. Um dos destaques é o Carescape B650 e o B850, os quais trabalham com parâmetros de adequação anestésicos, para maior segurança do paciente e do anestesiologista, além do monitor B40 versão V2.

O B650 permite que os médicos gerenciem informações clínicas do paciente a qualquer momento e de qualquer lugar, além de ter ferramentas para implementar o auxílio ventilatório gradualmente, reduzindo, assim, as estadias hospitalares dos pacientes. O equipamento também pode ser usado para Unidades de Terapia Intensiva Adulto, Neonatal e Cardiológica, em Centros Cirúrgicos e nas áreas de Emergência.

Já o Carescape B850 é um monitor de alta precisão que pode contribuir para o gerenciamento do fluxo de pacientes oferecendo um nível confiável de continuidade e integração de dados entre as áreas de atendimento. O monitor B40 versão V2 pode monitorar diversos tipos de paciente e é resistente a ambientes hostis, a variações nas condições de funcionamento e ao desgaste diário em departamentos com grande número de atendimentos de pacientes.

 

Notícias Relacionadas