Philips apresenta novos equipamentos respiratórios no Congresso Brasileiro de Sono

Novas plataformas de diagnóstico para distúrbio do sono e máscaras nasais estão entre as novidades

Compartilhe

Receba nossa newsletter
Novembro de 2015 Edição do Mês

Da Redação


 

A Philips, líder global em inovação para saúde e bem-estar, apresentará ao mercado brasileiro até o dia 31 de outubro, no XV Congresso Brasileiro de Sono, os novos equipamentos que auxiliam no diagnóstico e tratamento de distúrbios do sono. Ao longo do evento, as discussões estarão voltadas à atuação multidisciplinar, com temas em distúrbios respiratórios, pediatria, sonolência excessiva diurna e manejo da apneia obstrutiva no SUS (Sistema Único de Saúde), entre outros.

Dentre os equipamentos lançados, a Philips apresenta o Alice 6, o Somnolyzer, o System One Série 60 e a Máscara Pico. O Alice 6 é a nova plataforma de diagnósticos Philips para distúrbios do sono – contam com três equipamentos, com novo design anatômico, atendendo as necessidades das instituições de saúde (clínicas e hospitais), de negócios e dos pacientes, permitindo diagnósticos mais complexos em pacientes.

O Somnolyzer é um software de leitura de polissonografia e poligrafias, com confiabilidade de análise de quase 100% quando comparado com técnicos de leitura experientes. Promove aos laboratórios a eficiência, produtividade, planejamento e crescimento do negócio.

O System One Série 60 é uma nova plataforma de tratamento para distúrbios respiratórios, com novo design focado na adaptação, conforto, acompanhamento, flexibilidade de tratamento e diminuição das queixas de pacientes em curto e longo prazo de terapia.

E também temos a Máscara Pico, a menor e mais leve máscara nasal tradicional do mercado. Ela possui estrutura leve com almofadado em silicone de auto vedação, que tolera pressões de 30 cmH²O. Estes equipamentos já se encontram à venda no Brasil.

Além disso, pela primeira vez no Brasil, também serão expostos o NightOne, novo equipamento de poligrafia que segue as recomendações da Academia Americana de Sono, dispondo do sistema “Smart Guide”, que facilmente ajuda e guia na instalação do equipamento e na qualidade do sinal, e o DreamStation, uma nova plataforma de CPAPs, com design inovador, ampla tecnologia e conectividade. Estes aparelhos têm previsão de vinda ao Brasil a partir do primeiro semestre de 2016. "Existem três passos importantes para ajudar aos pacientes de apneia obstrutiva do sono (AOS): conhecimento, diagnóstico e tratamento. Cada um é essencial para aprimorar a qualidade do sono e a saúde dos indivíduos ao redor do mundo. E a missão da Philips é essa: melhorar a vida das pessoas por meio de inovações que tenham significado na vida delas" afirma Talita Salles, Gerente de Produto Latam para Sono e Ventilação Domiciliar.

Durante o Congresso, a Philips também apoiará uma aula específica, no dia 31, sobre “Manejo da apneia obstrutiva do sono no Sistema Único de Saúde”, que visará discutir a atual implementação do tratamento para apneia do sono no SUS. Além disso, na programação regular do congresso haverá uma palestra com o pesquisador e Dr. Douglas Bradley, do Canadá, que falará em uma palestra sobre “Tratamento da apneia do sono na insuficiência cardíaca O pesquisador tem apoio da Philips Internacional para uma pesquisa multicêntrica, o Advent-HF, que possui o Brasil como participante.

Notícias Relacionadas